Como funciona o processo de identificação da necessidade de medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão nas escolas?

Como funciona o processo de identificação da necessidade de medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão nas escolas?

A passagem de Educação Especial para Educação Inclusiva foi um grande passo rumo à igualdade na frequência da escola mas os primeiros anos da nova lei foram atribulados no que respeita à sua aplicação.

Pais e professores queixam-se de falta de recursos e da existência de dúvidas interpretativas, designadamente, quanto ao processo de determinação da necessidade de medidas de suporte à aprendizagem. Quando ao primeiro problema, compete ao Governo dar resposta mas, quando ao segundo, esperamos ajudar abaixo.

É importante identificar as várias etapas para a mobilização das medidas de suporte à aprendizagem.

1) Identificação da necessidade;
2) Apresentação da necessidade ao Diretor da escola;
3) O Diretor solicita à Equipa Multidisciplinar da escola a elaboração de um relatório técnico-pedagógico;
4) A Equipa Multidisciplinar elabora o relatório técnico-pedagógico;
5) O relatório técnico-pedagógico é submetido à apreciação dos pais, para assinarem caso concordem ou anexarem os motivos da sua discordância;
6) O relatório técnico-pedagógico e o programa educativo individual, se for o caso, são submetidos à homologação do Director, seguida de mobilização das medidas de suporte à aprendizagem e inclusão neles previstas.

O esquema em anexo detalha esta informação, com os prazos estipulados na lei:
Processo de identificação da necessidade de medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão nas escolas

Sílvia Bessa Venda
Abreu Advogados

Abreu Advogados

A Abreu Advogados em parceira com o blog Dislexia Day by Day, contribui para a educação inclusiva esclarecendo as principais dúvidas legislativas dos pais no acompanhamento escolar das crianças disléxicas.

3 Comentários

    Avatar

    Leonor Nobre

    10th Jan 2021 - 16:31

    e com apresentação do RTP e PEI se for o caso em Conselho Pedagógico.

    Avatar

    Raquel Oliveira

    11th Jan 2021 - 1:17

    Boa noite. No caso da. Minha filha que está no 4o ano de escolaridade, foi diagnosticada dislexia. É não passamos do 3o ponto. Tive reunião com a equipa multidisciplinar, apresentei o relatório de diagnóstico, o relatório do psicólogo e da terapeuta da fala. Ainda assim. Dizem ser apenas uma dislexia e nao concordam com a elaboração do RTP. Alegando que se trata apenas de uma dislexia, e que não há necessidade de apoio até porque não têm recursos suficientes. Independentemente dos recursos existem medidas a aplicar que têm não concordaram colocar no RTP. Como posso fazer!? 🤔 Obrigado

      Patrícia Teixeira de Abreu

      Patrícia Teixeira de Abreu

      16th Jan 2021 - 22:20

      Boa noite Raquel,
      Se todas as tentativas de comunicação não funcionarem, pode sempre reclamar ao Ministério da Educação.
      Por favor veja o procedimento no artigo que está no Blog “O que podem fazer os pais caso não concordem com o relatório técnico-pedagógico efectuado pela escola?”.
      Um beijinho
      Patrícia

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Sobre

About Me
Determinada, entusiasta e enérgica gosto de sentir que crio valor. Desafios que envolvam comunicação, liderança e criatividade são para mim! Gosto do frio da barriga de novos começos. A monotonia aborrece-me e a paciência não é propriamente o meu forte...

Continuar a ler

Dislexia dia a dia

Contactos

Parceiros

×