O que nos enche o coração…

O que nos enche o coração…

De zero a dez a intensidade da minha semana foi…10!

Esta semana acabei a minha certificação em PNL (programação neuroliguística) e abracei um novo projecto profissional, com aquele frio na barriga que uma mudança implica.

Foi também a semana do lançamento do livro: “Dislexia dia a dia”. Neste livro resolvi contar a nossa história sem filtros, na minha voz e na voz da Francisca. Na verdade tive a sorte de me ter cruzado com um conjunto de pessoas que generosamente me ajudaram através de entrevistas nas suas áreas de especialidade para que o livro ficasse muito mais completo. Da neurologia, à terapia da fala, da escola às perturbações da linguagem e à legislação – está tudo lá.

O lançamento foi no dia 6 de Maio ao fim da tarde, com uma troca de ideias descontraída com a Isabel Stilwell (que também é disléxica). E a semana terminou com a ida ao programa da Tânia Ribas de Oliveira para uma conversa sobre dislexia em que falámos do livro Dislexia Dia a Dia, do impacto da dislexia na aprendizagem das crianças, da necessidade de apoio, dos especialistas que nos ajudam neste caminho, da legislação, dos subsídios que podem ser pedidos, enfim… foi uma conversa mesmo boa!

No sábado tivemos uma manhã especial, a Primeira Comunhão da Francisca.

Mas a cereja no topo do bolo, foi depois de tudo isto, e quando já estava no mood “ dolce fare niente ter recebido uma mensagem do meu sobrinho de 10 anos que entusiasmado em querer fazer a diferença, resolveu escrever sozinho o e-mail abaixo para a directora de turma da escola dele.

“Olá professora é o Tiago da turma 5*XXX. A minha tia(Patrícia Teixeira de Abreu) tem uma filha disléxica e criou um blogue para ajudar outros pais e explicar a todas as pessoas o que é a dislexia. Então, a minha tia tem um projeto escolas em que oferece uma banda Desenhada sobre a dislexia a todas as crianças. Eu gostava de inscrever a nossa escola e o projeto é uma distribuição de individuais para os tabuleiros da cantina que estão a ser mostrados neste link e os individuais são gratuitos por isso a escola não pagaria nada o que acha? Ontem a minha tia esteve na RTP1 às15 h (pode clicar aqui para ver)e a professora pode perceber melhor o que é. “

E é por isso que este caminho vale a pena, e que a contribuição de cada um faz toda, mas toda a diferença. Se uma criança de 10 anos tem esta iniciativa e esta sensibilidade, significa que o céu é o limite. De coração cheio.

Patrícia Teixeira de Abreu

Vivo a vida com intensidade e acredito que a dislexia pode ser uma oportunidade única de crescimento para uma família de miúdas com garra.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Sobre

About Me
Determinada, entusiasta e enérgica gosto de sentir que crio valor. Desafios que envolvam comunicação, liderança e criatividade são para mim! Gosto do frio da barriga de novos começos. A monotonia aborrece-me e a paciência não é propriamente o meu forte...

Continuar a ler

Dislexia dia a dia

Contactos

Parceiros

×