Motivação para ler…

Motivação para ler…

Quando os livros fazem parte da nossa vida enquanto família, é quase impossível não gostar de ler. É claro que isso não significa que não tenha de ser MUITO trabalhado.

Depois de uma hora de televisão a vegetar no sofá:
– Mãe posso ver a minha outra série na TV (é uma série mesmo parva).
– Não.
– Tablet?
– Não.
– Jogos no telefone?
– Não.

Eu no sofá entre os meus livros, que adoro e ela meia “irritadinha” com tanto “não”.
– Posso-me sentar ao teu lado?
– Sim, claro.
– Deve ser mesmo giro esse livro, nem falas – resmunga com uma certa ciumeira.
– Sim…
– Eu já ouvi falar na Inês de Castro – insiste.
E eu finalmente levanto os olhos do livro.
– Ah, mas de certeza que não sabes a história de quando ela era pequenina e viu o D. Pedro pela primeira vez.Sabias que…(nada melhor que os romances históricos da Isabel Stilwell para aprender a tornar a história mesmo empolgante)
– E depois?
– Não sei. Comecei hoje o livro. Deixa-me ler mais um bocadinho.
– Vamos trabalhar hoje?
– Podes escolher ler…
E a sala ficou em silêncio, cada uma a “devorar” o seu livro.
– Mãe, sabes que este é o meu último livro do Diário de um Banana e o Jeff nunca mais se despacha a escrever outro e eu estou a poupá-lo.
– Como eu te percebo miúda. Prometo que vamos encontrar outra coleção igualmente gira (mas percebo tão tão bem esse sentimento).

Moral da história: O exemplo funciona sempre!E os livros interessantes também!

Patrícia Teixeira de Abreu

Vivo a vida com intensidade e acredito que a dislexia pode ser uma oportunidade única de crescimento para uma família de miúdas com garra.

Artigos Relacionados

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

×