Aprender nas férias!

Aprender nas férias!

Depois de 2 anos de covid achei que este ano por mais que custasse às duas ia inscrever a Francisca num campo de férias de Verão – desses de uma semana onde dormem em tendas e fazem imensas atividades.

A Francisca ficou mesmo zangada. E negociou ao infinito. Não queria, não ia gostar, não conhecia ninguém e não tinha vontade nenhuma de dormir em tendas.E usou todos os argumentos sem apelo nem agravo: “Trabalho que me fato o ano todo, falo com toda a gente, tenho zero problemas de comunicação e tu ainda não contente inscreves-me num campo. Não quero ir”.

E eu fui falando devagarinho no tema. Devagarinho com persistência, mas com um vontade de desistir imensa. Coitadinha. Ela não queria ir, de facto fartava-se de trabalhar e eu senti-me uma megera. Mas as irmãs diziam-me “Não desistas mãe, vai ser ótimo para ela. Ela no fim vai-se sentir mais forte e confiante porque vai viver experiências novas e vai ser muito giro”

Hesitei 300.000 vezes. Mas não desisti e chegámos a um acordo : ia experimentar mas se não gostasse nunca mais voltava a ir. Achei justo, e ela disse-me “como tens memória de peixinho vou escrever um contrato para assinares.”E escreveu. E assinei.

Deixei-a lá com uma vontade de chorar imensa. E pensei que parvoíce, era tão mais fácil ela não ter vindo. Mas ela não deu parte de fraca. Pegou nas coisas deu-me um beijo e nem olhou para trás.

Voltou passado uma semana, tão crescida, tão feliz, tão orgulhosa da sua coragem que eu tive a certeza que foi a melhor coisa que fiz. Porque trabalhar a dislexia não é só fazer trabalhos e terapias. É procurar oportunidades que trabalhem a autoestima, é desafiar e é dar asas para voar.

Obrigada querida Joana que sossegou o meu coração com algumas mensagens durante o campo.Para o ano acho que vai ser a Francisca que vai pedir para ir!

Agora chegaram as nossas férias. Em família. Os nossos 15 dias sem trabalhos. Vamos aproveitar ao infinito! Beijinhos e até Setembro ❤️

Patrícia Teixeira de Abreu

Vivo a vida com intensidade e acredito que a dislexia pode ser uma oportunidade única de crescimento para uma família de miúdas com garra.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Sobre

About Me
Determinada, entusiasta e enérgica gosto de sentir que crio valor. Desafios que envolvam comunicação, liderança e criatividade são para mim! Gosto do frio da barriga de novos começos. A monotonia aborrece-me e a paciência não é propriamente o meu forte...

Continuar a ler

Dislexia dia a dia

Contactos

Parceiros

×