A sensibilização da dislexia na escola da Francisca!

A sensibilização da dislexia na escola da Francisca!

Querida Mãe,
Escrevo-te esta carta para te contar a semana da dislexia na minha escola.

Andas numa azáfama entre bandas desenhadas, escolas e conversas com pais e professores. O que mais queres mesmo é que esta ação de sensibilização para a dislexia nas escolas resulte e que todos os meninos percebam o que é a dislexia. Para ti o importante é que crianças como eu não voltem a esconder as lágrimas de tristeza porque se sentem menos inteligentes só porque não lêem à velocidade dos outros nem memorizam da mesma forma.

Já recebeste dezenas de e-mails e fotografias que mostram que não foi em vão todo o esforço, mas vou-te contar a minha experiência, querida mãe. Tu sabes que a minha turma é nova, e por isso não ando para lá a contar aos 4 ventos que sou disléxica. Não tenho vergonha, mas dispenso ser o centro das atenções na turma.

A semana começou com a professora a ler a “Carta de uma criança dislexica ao seu melhor amigo”. Os meus amigos ouviram com toda a atenção e fiquei espantada porque ficaram curiosos e fizeram perguntas.

No fim da semana chegámos ao refeitório e tínhamos as bandas desenhadas à nossa espera como individuais para a refeição. Os meninos sorriram e vi muitos a afastarem os pratos para lerem a história. No final vários meninos dobraram o individual e levaram-no com eles. Outros foram procurar no tablet o que é a dislexia. Outros souberam que foste tu que organizaste isto (as notícias correm depressa) e vieram ter comigo, fizeram perguntas e eu expliquei a vários o que é a dislexia. Senti-me orgulhosa!

Eu fiquei feliz mãe, muito feliz. Tudo isto vale realmente a pena, mãe! É mesmo bom ver pais, professores e crianças unidos à volta de uma iniciativa tão diferente. Por favor, por mais que o cansaço seja grande, nunca desistas.

Beijinhos
Francisca

PS- Eu já gostava da tua empresa mãe, mas agora ainda gosto mais. Obrigada Fidelidade por teres ajudado a mãe a tornar estas Bandas Desenhadas tão giras e a disponibilizá-las gratuitamente às escolas e assim sensibilizar milhares de crianças. É mesmo como dizem: #para que a vida não pare.

PS2- Queridas escolas que não conseguiram inscrever-se a tempo da semana da dislexia: não faz mal, podemos sensibilizar para a dislexia em qualquer altura, sendo que durante o mês de outubro ainda faz mais sentido. Por favor enviem um e-mail à mãe para dislexiadaybyday@gmail.com e inscrevam a vossa escola. Em nome de todos os meninos disléxicos muito obrigada! Temos recebido vídeos e trabalhos das escolas muito giros que temos divulgado no FB. São verdadeiramente inspiradores!

Patrícia Teixeira de Abreu

Vivo a vida com intensidade e acredito que a dislexia pode ser uma oportunidade única de crescimento para uma família de miúdas com garra.

Artigos Relacionados

Altos&Baixos

Altos&Baixos

Novembro 14, 2021
Notas que doem

Notas que doem

Novembro 07, 2021

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Sobre

About Me
Determinada, entusiasta e enérgica gosto de sentir que crio valor. Desafios que envolvam comunicação, liderança e criatividade são para mim! Gosto do frio da barriga de novos começos. A monotonia aborrece-me e a paciência não é propriamente o meu forte...

Continuar a ler

Dislexia dia a dia

Contactos

Parceiros

×