A coragem da Leonor

A coragem da Leonor

A Leonor tem 10 anos e é disléxica. Demorou um bocadinho a aceitar a sua dislexia, ao princípio sentia-se zangada e às vezes triste.

Eu percebo, afinal de contas não tem grande piada ter de trabalhar muito mais do que os outros, sentir dificuldades em ler, dar mais erros que os outros meninos e apesar do trabalho imenso nem sempre as notas refletirem o esforço.

O tempo foi passando e a Leonor foi trabalhando cada vez melhor com a ajuda dedicada dos pais e da terapeuta. Basicamente, foi fazendo as pazes com a dislexia.

Na semana passada resolveu levar para a escola o livro “Dislexia dia a dia” e explicar à turma o que é a dislexia.

Partilho aqui uma parte do texto porque adorei:

“Os disléxicos têm um cérebro diferente, por isso são MUITO criativos!! Quando não se tem dificuldade na leitura, é como se houvesse uma auto-estrada no cérebro, e a informação passa de um lado para o outro sem parar. Na dislexia, é como se fosse pela estrada nacional, dá muitas voltas e só depois chega (por isso algumas letras são confusas para nós), mas quando vamos na estrada nacional vemos coisas que mais ninguém vê! O que é uma grande vantagem!! Quando, com a terapia, criamos a nossa auto-estrada, não perdemos a estrada nacional!

Somos muito trabalhadores e resilientes!! Temos que lutar muito com a frustração e as nossas dificuldades.

Sabiam que o Einstein, o Nuno Delgado, o Van Gogh, o Steve Jobs, o Walt Disney, a Agatha Christie, o Will Smith e muitos mais, cientistas, médicos, atores, escritores, bombeiros, polícias, políticos, são disléxicos?”

Parabéns querida Leonor pela coragem e pelo texto espectacular que escreveste e que partilhaste com a turma.

A Leonor, e todas as crianças disléxicas merecem que partilhemos esta metáfora tão simples sobre a dislexia que inclui auto-estradas  e estradas nacionais. Na verdade, quando mais uma pessoa fica a saber o que é a dislexia eu sinto que cada criança disléxica ganha um bocadinho de sol de calor e de coragem para sorrir à aprendizagem. Às vezes é tão fácil fazer a diferença. Contamos consigo?

Patrícia Teixeira de Abreu

Vivo a vida com intensidade e acredito que a dislexia pode ser uma oportunidade única de crescimento para uma família de miúdas com garra.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Sobre

About Me
Determinada, entusiasta e enérgica gosto de sentir que crio valor. Desafios que envolvam comunicação, liderança e criatividade são para mim! Gosto do frio da barriga de novos começos. A monotonia aborrece-me e a paciência não é propriamente o meu forte...

Continuar a ler

Dislexia dia a dia

Contactos

Parceiros

×