Quarentena – Aulas online & Comparações – Semana #6

Quarentena – Aulas online & Comparações – Semana #6

As miúdas juntaram-se e compraram um “ukelele”- chegou esta semana. Foram à internet e começaram a ver vídeos para aprenderem a tocar. É claro que a Francisca não quis ficar atrás e portanto lá esteve a contar o dinheiro do mealheiro para entregar às manas a sua participação. Ora, retirando as discussões com o tempo que cada uma tem o “ukelele”, isso até deu um “mood” quase meio “hippie” à semana,o que desanuviou o ambiente, e permitiu umas boas gargalhadas.

Já estamos mais organizadas no zoom e no classroom. Ao menos já fica tudo no calendário do Google o que já é uma boa ajuda. Diminuiu o nosso nível de cansaço mesmo aumentando o número de aulas. As aulas correm bem, são bem organizadas, seguem regras bem definidas e permitem aprendizagem.

Estas aulas mostraram-me uma nova realidade,a diferença entre a velocidade da Francisca e a dos colegas em sala de aula.Confesso que me apanhou de surpresa pelo simples facto de não estar habituada a assistir à dinâmica em sala de aula.

Os miúdos liam como se já lessem há anos. Custou-me esse confronto com a realidade. Na verdade, é algo que sempre evitei com crianças da mesma idade porque me destabiliza, e me activa novamente o medo. Não deixa de ser egoísta da minha parte, porque a Francisca lida com isto todos os dias. A minha primeira reacção foi a comparação, a aflição e a angústia.

Depois observei-a:calma, tranquila e atenta. A desligar de vez em quando. Outras vezes aborrecida e cansada.

Senti imenso orgulho. Orgulho de não se atrapalhar por demorar o seu tempo. Orgulho por relativizar quando no exercício que estavam a fazer errou mais do que os outros. Orgulho por sentir que apesar da diferença na velocidade de leitura ou na execução das tarefas se sente bem e enquadrada.

Aprendi uma coisa importantíssima esta semana: a Francisca terá sempre um tempo diferente, e terá sempre de lutar por esse tempo. A calma é o fundamental para atingir os resultados e a auto-estima será sempre o seu motor.

Entre as aulas, o som do música do “ukelele”, e os trabalhos fez este desenho para um concurso na minha empresa cujo tema é “Vai correr tudo bem”. Eu adorei a simplicidade, a alegria e a criatividade, e sorri quando vi que o tema que escolheu foi a escola. É bom sinal.

Patrícia Teixeira de Abreu

Vivo a vida com intensidade e acredito que a dislexia pode ser uma oportunidade única de crescimento para uma família de miúdas com garra.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

×