Aulas de Dança – da Dislexia para o Mundo!

Aulas de Dança – da Dislexia para o Mundo!

Os encontros inesperados são os melhores. São espontâneos e autênticos. São os que não têm o peso da expectativa, e isso torna tudo simples. Incrivelmente simples e leve. Dos encontros inesperados surgem por vezes ligações para a vida e projectos giros.

Foi o que aconteceu entre o blog Dislexia Day by Day, a Cláudia Dias ( Professora de Dança e YouTuber) e o Nuno Delgado ( Campeão Olímpico de Judo e fundador da Escola de Judo Nuno Delgado). A Cláudia, licenciada em dança tem no curriculum várias formações na área. Em comum a Cláudia e o Nuno têm o facto de serem disléxicos.

Deste encontro inesperado surgiu uma grande ideia, que começou com a minha vontade de que a Francisca tivesse aulas de dança ( porque adora dançar, e porque há que aproveitar uma actividade que ela goste de verdade para reforçar a autoestima).

Melhor do que uma aula convencional, seria uma aula com alguém que a entendesse profundamente: uma professora de dança disléxica (Cláudia Dias). Melhor que uma professora de dança disléxica, só mesmo se isso acontecesse numa escola fundada por um campeão olímpico também disléxico (o Nuno Delgado) com a filosofia de criar campeões para a vida.

E assim, nasceu uma ideia inovadora de uma aula de dança de disléxicos para todos, onde a inclusão e a diversidade são o caminho para o sucesso. O objectivo é que os disléxicos se sintam em casa e todas as outras crianças sejam muito bem vindas!

Porque precisamos de estimular as nossas crianças a pensar fora da caixa, este projecto vai acontecer em Telheiras na Escola Nuno Delgado às 3ªf e 5ªf ao final da tarde. Mais informações, na Escola de Judo Nuno Delgado, através do email secretariageral@nunodelgado.net ou através do telefone 216 032 255, com a possibilidade de marcação de uma aula experimental utilizando o código DISLEXIADAYBYDAY .

As aulas vão começar no início de Outubro com todas as normas de segurança recomendadas pela DGS.

Que venham mais encontros inesperados destes e acções de sensibilização para a dislexia tão simples como esta!

Quem sabe isto não possa ser o início para pensarmos numas tertúlias sobre dislexia? – já estou eu a pensar alto  às vezes começo a achar que esta coisa da criatividade é um vício… )

Encontramo-nos lá ?

PS- Vai haver uma aula experimental a 6 de Outubro, acessível a todos com pré-marcação.

Patrícia Teixeira de Abreu

Vivo a vida com intensidade e acredito que a dislexia pode ser uma oportunidade única de crescimento para uma família de miúdas com garra.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

×